segunda-feira, 31 de março de 2014

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Patuá Atualizado


Tô com meu Patuá atualizado

Se tiver algum santo que não me proteja ,vou reclamar no procom

vou reclamar no procom,vou reclamar no procom, sem ponto com

Depois da lei do cupim casqueirado

se vier algo errado na bandeja

...vou reclamar no procom

vou reclamar no procom

vou reclamar no procom ,vou reclamar no procom sem ponto com

nem "BR" me erre por favor

Reclamei meu direito de consumidor

gira gira gira girou e arquivou (foi assim ue aconteceu seu Doutor)



Fala sério...

(RAP)

reclamei... ponto comsumidor

não é minha dor/ quem vai fazer/ o garçon trazer/ o que me dá prazer

eu to aqui fiz o pedido

Música da Araçagrovvie(nome provisório)

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Aulas de Música no Ateliê Zé Renato

video

É com muita alegria e responsabilidade que a partir deste ano, faço equipe docente da Escola desse grande Músico que é o Zé.

vou encontrar espaço para estudar bastante, e me manter atualizado para corresponder as expectativa dos alunos.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Começa 2011

Segunda-feira.

Hoje pra mim o ano começa comercialmente pois eu estava meio que de férias com minha família (mãe ,irmão e filho aqui) ai foi muita festa e pouco trabalho rs.

Vamos por em pratica projetos, estudos inacabados, atividade física abandonada, studio desligado andava meio que desligado também agora é hora de preparar o corpo a mente, olhar pra frente pra chegar bem ao próximo trem, o Carnaval!!!!!!!!!!!!!!!

domingo, 10 de janeiro de 2010

Tarde!!!!!!!!!!!!!!!

Contando os passos de volta revisitando de onde lá sou filho lembrando que mesmo de longe ainda sei sou pai

Eu ando pela estrada pisando em farpas que cortam como faca

Façam chuva ou lágrimas nada me afasta de onde não tardo a chegar de onde tardei voltar comendo o frio e a revolta de amizades perdidas no calor da chegada e a bagagem pesada de mentiras juradas contadas de dentro cozidas com fingimento você sabe que não pode ver o que há dentro do coração

Minhas mãos enrugadas marcadas do tempo ainda ouve mas jamais voltará a crer o que a mente apaga a magoa acende